27
Seg., Jun.
4 Artigos Novos

Incêndios

Até 2030, o governo pretende reduzir, pelo menos para metade, a área ardida em áreas rurais. Para isso prevê fazer um investimento de € 554 milhões por ano.

O Plano Nacional de Gestão Integrada de Fogos Rurais (PNGIFR) tem como grandes objetivos gerais a valorização do território, cuidar dos espaços rurais, modificar comportamentos e gerir o risco.

Uma das medidas previstas é o arrendamento coercivo, que não é contra ninguém, mas que visa “dar valor ao espaço rural”, para que a capacidade de absorção de dióxido de carbono, nas florestas, possa crescer 30%.

Em 2018 e 2019 houve uma diminuição de 47% de ignições face aos 10 anos anteriores e uma diminuição de 69% de área ardida nos últimos dois anos.