27
Sex., Jan.
3 Artigos Novos

Eventos

O Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, com o apoio do Fundo Ambiental, contratou o cronista e comentador televisivo Luís Pedro Nunes a associar-se a Joel Santos, fotógrafo e coautor das séries documentais ‘Mundo à Vista’ e ‘Portugal à Vista’, para desenvolver o projeto ‘A Fronteira Viva’, um livro dedicado aos cinco Parques Naturais portugueses que fazem fronteira com Espanha.



O livro é um testemunho sobre o mundo rural, as suas gentes e vivências, documentando através de textos e imagens o vasto património natural do país. A obra, produzida e trabalhada ao longo dos últimos 18 meses, incide sobre o Vale do Guadiana, Serra de São Mamede, Tejo Internacional, Douro Internacional e Montesinho.

Para Luís Pedro Nunes, “Cada Parque Natural tem o seu bioma e uma relação diferenciada entre populações e natureza, preservando uma memória secular. São todos pedaços insubstituíveis de Portugal, ainda preservados, à espera de não serem abandonados.”

Joel Santos acrescenta que “as zonas raianas são mais do que fronteiras políticas entre países. Os obstáculos naturais são microcosmos sociais e naturais únicos, costurados por paisagens vivas e narrativas pessoais singulares, num entrelaçado dinâmico com a fauna e a flora. Foi esse Portugal, de uma riqueza ímpar e grandemente desconhecida, que procurámos documentar.”

Nuno Banza, Presidente do Conselho Diretivo do ICNF, reforça que "esta é uma ideia que tínhamos há bastante tempo e que, finalmente, conseguimos materializar com o apoio do Fundo Ambiental, do Luís Pedro Nunes e do Joel Santos. A ‘Fronteira Viva’ conta a história dos nossos Parques Naturais, faz um retrato das mais belas paisagens e das comunidades locais. É com grande orgulho que vejo refletido nesta obra o contributo do nosso trabalho em matéria de conservação da natureza. Deixo ainda um agradecimento a todas as equipas do ICNF que estão no terreno e que contribuem diariamente para manutenção e preservação destes lugares."


A primeira edição da ‘Fronteira Viva’ estará disponível para consulta nas bibliotecas nacionais e municipais, juntas de freguesia, câmaras municipais, nos centros de educação ambiental do ICNF e postos de informação dos cinco Parques Naturais.

Está já em perspetiva uma segunda edição cujas receitas devem reverter para o apoio a projetos na área da conservação da natureza.