27
Sex., Jan.
3 Artigos Novos

Eventos

Com 144 anos, o Eucalipto de Contige reuniu o maior número de votos, sendo eleita a Árvore do Ano 2023. Considerada “a maior árvore classificada de Portugal” pela Universidade de Aveiro, a árvore está localizada à beira da antiga EN 229. A sua plantação remonta a 1878, quando se abriu a Estrada das Donárias.

Esta foi a primeira vez que um eucalipto venceu a competição, com 3.046 votos. A The Navigator Company, em comunicado, felicitou o município de Sátão e as suas populações e deu os parabéns à UNAC - União da Floresta Mediterrânea por promover uma iniciativa que valoriza as muitas espécies da floresta nacional. A UNAC questiona se “existe uma nova geração na opinião pública para a qual o eucalipto é encarado em pé de igualdade com as restantes árvores, sendo a sua beleza e porte alvo de atenção, justificando que há espaço para todos”, dizendo ainda que “a inclusão também chegou à floresta”.

O eucalipto encontra-se presente em Portugal há cerca de dois séculos. Anualmente, e por hectare, o eucalipto sequestra cerca de 11,3 toneladas de CO2, um valor que representa o maior nível de captação anual das espécies presentes na floresta nacional, refere ainda a Navigator.

O Eucalipto de Contige representará Portugal no concurso europeu Tree of the Year, uma competição composta por vencedores dos diferentes concursos nacionais. É organizada pela Associação de Parceria Ambiental (EPA) e as votações decorrerão online durante o mês de fevereiro de 2023.

A Azinheira de Alportel e o Castanheiro Gigante de Guilhafonso foram as árvores que ocupam o segundo e terceiro lugar da votação. Para conhecer todos os exemplares a votação, clique aqui.