25
Qua., Nov.
4 Artigos Novos

Eventos

O concurso que vai eleger a Árvore do Ano está a decorrer e são dez as árvores finalistas para se apurar a distinguida em Portugal.

As votações para a Árvore do Ano de Portugal são realizadas online até às 23h59 do dia 23 de novembro. A vencedora irá depois concorrer à votação para a Árvore Europeia do Ano 2021. 

Bela Sombra, Carvalho de Calvos, Castanheiro de Guilhafonso, Tulipeiro dos Biscainhos, Freixo Duarte D’Armas, Tília do Solar dos Condes do Arnoso, Plátano do Rossio, O Bravo do Pinhal do Rei, Schotia do Jardim Botânico da Ajuda e Oliveira do Mouchão são as árvores concorrentes.

Há diversas histórias, formas e peculiaridades que as distinguem, como é o caso d’ “O Bravo do Pinhal do Rei”, nomeada pelo Centro Pinus. A árvore com 125 anos e está localizada na zona costeira da Mata Nacional de Leiria, em São Pedro de Moel. Devido aos fortes ventos vindos do mar, o pinheiro-bravo cresceu junto ao chão e, graças à sua forma original, é também chamado de pinheiro-serpente, surgindo nas zonas costeiras.  

“O que distingue o exemplar é a sua longevidade, dimensão elevada e composição estética, com longos troncos estendem-se por uma área de mais de 260m2. A sua forma torcida e ondeante faz dele um símbolo de resiliência, força e triunfo! Qual guardião das dunas com o seu tronco imponente e inusitado serpenteia pela areia como que a ouvir o pulsar da terra. Não é por acaso que o seu nome é "O Bravo do Pinhal do Rei"”, refere o Centro Pinus. 

A Árvore do Ano é um concurso anual para encontrar a "árvore mais encantadora da Europa", através de votação pública, para destacar a importância das árvores antigas na herança cultural e natural das regiões, e a importância nas comunidades em que se inserem.

 Para votar, aceda a https://portugal.treeoftheyear.eu/Vote, selecione duas árvores, clique em votar, insira o seu e-mail e depois valide o voto através do e-mail que irá receber. Só assim será válido.