10
Qua., Ago.
7 Artigos Novos

Eventos

O governo comunicou que, no final do mês de dezembro de 2021, o Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP) totalizou cerca de 424 milhões de euros ao setor agroflorestal. 

«Os fundos agroflorestais que foram pagos ao longo do ano, permitiram garantir viabilidade e competitividade ao setor e assegurar o bom funcionamento do complexo agroalimentar. Eles refletem o empenho que o Ministério da Agricultura assumiu, desde o início, de estar ao lado do setor e bem sabemos que, em muitos casos, eles foram determinantes. O ano de 2021 foi desafiante, mas os nossos agricultores mostraram, uma vez mais, um desempenho e uma resiliência que muito nos orgulham», referiu a Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes.

Destaca-se o pagamento de 324 milhões de euros no âmbito do Fundo Europeu Agrícola de Garantia (FEAGA), onde se incluem 66,7 milhões de euros para o Regime de Pagamento Base; 171,5 milhões de euros para Práticas Agrícolas Benéficas para o Clima e para o Ambiente; 41,1 milhões de euros para o Regime Redistributivo; 10,6 milhões de euros para o Regime de Pequena Agricultura; 15,8 milhões de euros por Prémios por Vaca em Aleitamento; 3,7 milhões de euros por Prémios por Vaca Leiteira; 10 milhões de euros por Prémios por Ovelha e por Cabra; 2 milhões de euros para o Pagamento Específico ao Arroz; 1 milhão de euros para o Pagamento Específico ao Tomate e 1,6 milhões de euros para o Novo regime da Vinha. 

No âmbito do Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural (FEADER) foram realizados pagamentos no montante de 94,7 milhões de euros relativos à execução do PDR2020, distribuídos em 23,7 milhões de euros em Investimento; 1,7 milhões de euros em prémios associados à Florestação de Terras Agrícolas; 39,7 milhões de euros para Medidas Agroambientais;22,3 milhões de euros para a Manutenção da Atividade Agrícola em Zonas Desfavorecidas e 7,3 milhões de euros relativos ao mecanismo de seguro de colheita.

Por fim, o governo destacou o pagamento de 5,6 milhões de euros relativo à medida excecional e temporária, prevista no Programa de Desenvolvimento Rural do Continente, para fazer face às perturbações sentidas na cadeia de abastecimento agroalimentar devido à pandemia da Covid-19. 

Em 2021 registou-se um aumento de 21% no montante dos apoios pagos que totalizam 642,3 milhões de euros, dos quais 242,5 milhões de euros foram pagos no âmbito das medidas de investimento. Também estas registam um aumento na execução de cerca de 13% face à execução registada em 2020.