25
Qua., Nov.
4 Artigos Novos

© Mainova

Agropecuária

Os azeites extra-virgem Mainova, Manos Lince, Segredos do Côa e Quinta do Juncal D’Oiro foram premiados na primeira edição do Dubai Olive Oil Competition, certame internacional que reuniu 287 produtores de 17 diferentes países para escolher os melhores azeites de colheita antecipada.

Elaborado em regime de produção integrada a partir de azeitonas verdes colhidas no início da época (neste caso em outubro de 2019), o azeite extra-virgem Early Harvest Mainova caracteriza-se pela sua baixa acidez de apenas 0,2%, com uma elevada concentração de anti-inflamatórios e antioxidantes.

O Manos Lince, de Alcácer do Sal, é proveniente de azeitonas de cultura tradicional, é obtido unicamente por processos mecânicos e tem uma acidez máxima de 0.8%.

Do Douro, o Segredos do Côa é produzido em Castelo Melhor, a partir de oliveiras centenárias, que se encontram a caminho das Gravuras Rupestres da Penascosa, próximo da foz do rio Côa.

O Quinta do Juncal D’Oiro chega do Ribatejo, com azeitona Cobrançosa e Galega, tem a extração efetuada em lagar equipado com tecnologias que permitem uma laboração a baixas temperaturas, permanentemente controladas, e um reduzido tempo entre a colheita da azeitona e a extração do azeite, mantendo todas as suas características originais.

Todos os azeites em competição foram avaliados por um júri internacional que reuniu nomes de renome mundial, como é o caso de Emmanuelle Dechelette (França), sommelier e consultora de azeite e fundadora do conceito Olio Nuovo Days, do especialista em azeite e agrónomo Kostas Liris (Grécia) e do sommelier de azeite e diretor geral da cooperativa de olivicultores de Valpaços José Ventura (Portugal).