27
Sex., Jan.
3 Artigos Novos

Hortofloricultura

A FLO lançou um Calendário de Sementes 2023, com um estudo botânico das flores pelos olhos da artista polaca, sediada em Lisboa, Weronika Anna Rosa.

Em cada mês, existe uma ilustração exclusiva que retrata a flor campestre autóctone da região de Mafra (onde se situa a FLO.), para esse período. A sua interpretação, utilizando lápis e guache sobre papel, é delicada e pormenorizada. Para cada estação do ano, há uma saqueta com um mix de flores sazonais para semear. É uma atividade educativa e lúdica para os amantes da botânica, os curiosos da jardinagem ou para fazer em família. Depois de serem semeadas, as sementes devem ser cuidadas e, no seu ritmo, vão nascer e transformar-se em flores, todos os dias do ano. O calendário está disponível por um PVP de 38€.

A FLO nasceu com práticas biológicas com recurso a técnicas que se apoiam no respeito pelo solo e pela sua regeneração, o que resulta num maior controlo de pragas e fungos. As flores crescem ao ar livre, sem recurso a estufas, numa produção biológica, em que é feita a recolha de sementes para o ano seguinte e onde só crescem flores da época e campestres. Semeadas no início do ano, as primeiras flores nascem em junho e terminam o seu ciclo natural no final de outubro, pelo que a produção é limitada e exclusiva.  

Nada se desperdiça, tudo se transforma. As flores excedentes são secas para novas ofertas de produtos: podem servir de decoração em jarras, em quadros ou em kits criativos como as coroas de Natal. Todos os artigos são entregues em embalagens recicláveis e produtos biodegradáveis.

 Esta mesma filosofia é aplicada nas decorações de casamentos, batizados e eventos empresariais com as suas flores. Nos arranjos nunca utilizam esponja floral, um material não reutilizável, não reciclável, não compostável pelo que acaba obrigatoriamente no aterro. Optam antes por mecanismos alternativos.