02
Dom., Out.
2 Artigos Novos

© Sovena

Fruticultura

O Grupo Sovena vai avançar com a instalação de painéis fotovoltaicos na fábrica do Barreiro, para avançar na descarbonização e nos compromissos globais da neutralidade carbónica.

Com um consumo atual de 100% de energia verde nas suas operações em Portugal, a Sovena pretende produzir a própria energia. A empresa vai instalar cerca de 1600 painéis fotovoltaicos para produção de energia elétrica numa área aproximada de 6000 m2 nas coberturas dos edifícios da unidade industrial, e uma potência instalada de 864 kW.

Com uma produção prevista de 1,3 GWh/ano, o projeto, que deverá ficar concluído no segundo trimestre do ano, representa mais de 15% do consumo total da fábrica, permitindo reduzir 265 toneladas anuais de emissões de CO2.

A primeira experiência de colocação de painéis fotovoltaicos ocorreu nas suas instalações em Brenes, Espanha, estando já em funcionamento. A empresa tem em análise um projeto semelhante para a fábrica de Plasencia e para os dois lagares que possui naquele país.

Também nas herdades, do universo Nutrifarms foram já instalados painéis solares em duas propriedades, estando prevista a instalação em mais cinco herdades até ao final deste ano.

Para Jorge de Melo, CEO da Sovena, trata-se de um posicionamento integrado que visa “reduzir a pegada ecológica da nossa atividade, através da eficiência na utilização de recursos naturais, da transição energética e da redução de emissões de Gases com Efeito de Estufa (GEE), promovendo a circularidade dos nossos subprodutos e embalagens”.

Além de Portugal, a Empresa tem ainda como objetivo ser 100% verde no consumo da sua energia em 2023, nas suas operações em Espanha, Estados Unidos da América e Brasil.

 

A Sovena, do Grupo Nutrinveste, opera no setor do azeite, com as marcas Oliveira da Serra e Andorinha, marcando presença no setor dos óleos vegetais, com a Fula, Vêgê e Frigi.